quinta-feira, 28 de agosto de 2008

A (Primeira) Dama das Mil Facetas

Photobucket

Ela tem sido observada atentamente e a cada dia se descobre (ou se inventa) uma nova faceta no seu comportamento ou na sua personalidade.

Photobucket

A Faceta Brigite Bardot ...Sabe-se que ela tem dois gatos siameses e um cachorrinho chihuahua. Mas apesar de ja ter posada com casacos de pele no passado (foto acima), atualmente ele se engajou na luta pela reintrodução e proteção dos ursos dos Pireneus. Estes estão em fase de extinção devido principalmente aos ataques aos rebanhos da região, o que provoca a ira dos criadores. Ela foi a madrinha da ursa eslovaca que foi trazida para repovoar as montanhas, e luta pela coexistência pacífica entre os ursos e os humanos.

Photobucket

A faceta Jackie Kennedy...Representando a França junto à rainha da Inglaterra e sua corte, seu enorme sucesso fez lembrar o de Jackie Kennedy na Europa em viagem oficial ao lado de seu marido. A tal ponto que John Kennedy declarou : "Sou o homem que acompanha Jackie a Paris"...

Photobucket

A faceta Madame Pompadour...Muitas mulheres tiveram uma influência política marcante, como foi o caso de Madame Pompadour, e na época os membros da corte para estar bem com o rei precisavam agradá-la. Hoje em dia se sabe que a ministra da justiça, por ser muito amiga da ex, Cecilia, não é vista com bons olhos por Carla e tem sido colocado no ostracismo no meio do governo. Pergunta-se até que ponto ela influencia as decisões do marido...

Photobucket

A faceta Lady Di...Como Lady Di ela é bela e elegante e deseja se ocupar de obras caritativas. Na foto acima, ela visita um orfanato durante a visita oficial na qual acompanhou seu marido à Tunísia.

Photobucket

A faceta Marie Laforêt...O presidente declarou : "As mulheres devem ter uma profissão e trabalhar...inclusive a minha. Se antes ela era cantora, ela continuará cantando". E como ela além de cantora é também compositora e poeta (além de ex-top model), foi o que ela fez...e seu disco que saíu no em julhose colocou entre os 5 maiores sucessos, com 300000 exemplares vendidos em um mês, a metade no estrangeiro. Por motivos de segurança ela não pode fazer tournées, mas com o final das férias de verão ela aparecerá nas emissoras de televisão para fazer a promoção. Toda a renda da venda dos discos será doada a obras caritativas.





Alto da Página

24 comentários:

Eduardo P L disse...

Sou fã dessa PRIMEIRA DAMA!
Que inveja nossa de brasileiros, quando comparamos com as NOSSAS!

Linda moça, linda postagem!
Tenha um LINDO dia!

disse...

Que beleza de perfil...Todas em UMA....Esta moça vai longe...!!
Parabéns a ela...òtimo,ótimo post...beijão

Só- Poesias e outros itens disse...

Maria Augusta, linda postagem. Realmente completa para uma dama feliz e resolvida como ela.
O video é maravilhoso. Não conhecia.

Bjs.

JU Gioli

expressodalinha disse...

O problema é cantar (ou lá o que é aquilo). Ninguém diz à mulher para se calar!

sonia a.m. disse...

Muito interessante este post, Maria Augusta! A primeira dama é mesmo um charme! Gostei do vídeo também... a voz parece mesmo com a de Marie Laforêt, que por sinal, sempre gostei muito.

Mas tivemos uma primeira dama incrível, charmosa, inteligente, culta, que foi Ruth Cardoso. Nos meus tempos de Revista Claudia, tive o prazer de entrevistá-la, na USP, em junho de 79, quando ninguém imaginava que ela seria um dia nossa primeira dama.
Bjs.

Mário disse...

Ela vem conquistando, cada vez mais, um lugar de destaque na política mundial. Vejamos até onde deixarão ela ir. Só o tempo poderá responder esta questão.

Georgia disse...

Maria Augusta,

quando eu penso em Bernardette Chirac, essa mulher que esteve por trás de um grande homem, fico pensando como os valores.

Nao sei se ela pensa que o mundo é um grande palco para ela. Dai, às mil facetas. Alguém que vestiu peles, agora está enganjada na protecao dos ursos. A mim me cheira somente um novo retrato de uma mulher que está sendo montada.


No início deste ano de 2008 foi notíciada a relação (noivado? casamento?) de Carla Bruni com Sarkozy, o presidente da república francês e a vida dela como ex-top model sofreu uma reviravolta. E surge nas televisões e revistas acompanhada de Sarkozy.

Eu penso que para ser primeira-dama são necessários vários requisitos e nenhum deles é despir-se para as câmaras! Eu acredito que uma primeira-dama é muitas vezes a imagem do país que representa e portanto o seu comportamento e a sua vida devem ser inquestionáveis.
Neste quisito as nossas primeiras dama no Brasil têm sido mulheres exemplares, como mesmo lembrou bem a Sonia a.m.,

Mas o que esperar de um tempo em que os políticos são cada vez mais medíocres, mais incompetentes e mais corruptos? No mínimo, que as suas cara-metades estejam na mesma linha de uma faceta.

Ótima lembranca!!!

Grande beijo

Georgia disse...

Completando o primeiro parágrafo:
"fico pensando como os valores mudaram e estao em baixa no momento."

Nao sei se ela pensa...

Dora disse...

Maria Augusta! Eu queria assinar embaixo do comentário de Georgia!
E acho que essa primeira dama é uma lady Diana re-encarnada! Desempenha vários papéis encomendados pelo "cerimonial", faz "caras e bocas", abraça criancinhas, mas, não deve nem saber o que está fazendo...
É bela, é charmosa, é glamourosa. Mas, isso fica bem em artista de cinema, não?
Penso que primeira dama de um país deveria ter outras qualidades e outros objetivos.
Beijão!!!
Dora

Maria Augusta disse...

Eduardo, ela é muito bonita mesmo, neste quesito poucas primeiras damas podem rivalizar com ela.
Um abraço.

Ví, estas facetas estão sendo coladas nela pela imprensa. Vamos ver qual ela vai privilegiar como primeira dama, pois a faceta "artista" ela já tinha. Concordo com você, no que ela escolher ela irá longe, pois teve sucesso em tudo que fez até hoje.
Beijo.

Ju, vamos ver se ela se da bem também no mundo da politica, né? O vídeo mostra uma canção do seu último disco, que saíu em julho. Um beijo.

Maria Augusta disse...

Jorge, realmente ela não tem a faceta "cantora à voix". Mas já fez muito sucesso no seu estilo, vendeu mais de um milhão de cópias de seu álbum saído anos atrás.
Um abraço.

Sonia, Marie Laforêt é uma artista que se destacou em vários domínios, porisso esta analogia. A Dna. Ruth Cardoso foi mesmo uma grande dama, pena que partiu tão cedo, muito boa tua lembrança.
Um beijo.

Mário, todos se perguntam se ela vai querer fazer carreira na política ou vai se contentar em ser a esposa do presidente.
Um abraço.

Maria Augusta disse...

Georgia, estas analogias com outras mulheres famosas estão sendo criadas pela imprensa. Acredito que ela está procurando sua própria "personalidade" no cargo, pois seu caso é completamente atípico. O fato que ela já posou nua não me incomoda muito, muitas artistas fazem isto, ela ainda não era primeira dama. Estou observando com atenção o que ela vai fazer daqui para a frente.
Quanto ao marido presidente, tenho reservas quanto a certos aspectos de sua política, mas ninguém disse ainda que ele é corrupto.
Concordo com você que o exemplo de primeira dama brasileira que a Sonia citou foi muito bom, d. Ruth foi uma grande dama em todos os sentidos.
Um beijo.

Dora, acho interessante observar esta conversão de artista em primeira dama...ou a cohabitação entre as duas facetas. Certamente nestes cargos tem uma boa parte de representação, nunca saberemos o nível de sinceridade nos atos deles. Quanto à Lady Di, ela foi muito além do protocolo, ela tocava nas pessoas e conversava com elas, e isto incomodava a realeza britânica. Pena que se afogou na própria fama...
Um beijo.

Diz disse...

Eu simpatizo com ela e o fato de agora querer proteger os animais me soa bem, melhor se nada fizesse.
Não tenho nada contra a nudez dela anterior ao casamento, à vida privada dela.
Coloquei no blog a foto da nudez- linda- nada apelativa. O nu é bonito, natural. Se ela virou primeira dama, bom para ela e ele. Parece que ela o ajuda mesmo a ganhar pontos.
Lembra Audrey Hepburn tb em algumas fotos que vc colocou ai.
Não ouço os discos dela,não ouço quase nada. Gosto do rosto, da elegância.
Veja a nossa primeira dama atual...
melhor não dizer nada.
Bj Laura

Dora disse...

Querida Maria Augsuta. Li meu comentário e achei que fui meio exagerada no julgamento da primeira dama da França.
Não se impressione comigo. Há certas atitudes humanas que me despertam essa, digamos, suscetibilidade. Mas, é uma tendência boba que eu mesma tenho que vencer.
Não se aborreça com o meu tom...rs Se me conhecer melhor, saberá que sou precipitada, às vezes...
Desculpe-me, pois, se a magoei, em algum instante...
Abraço e carinho.
Dora

Georgia disse...

Maria Augusta, nao tenho problemas com o nu dela antes de ser primeira dama. Quis citá-lo apenas como exemplo de como os homens nao estao mais preocupados com esse tipo de coisa. Mas acho que ela ganhou o seu papel principal no mundo. O mundo é o seu maior palco atualmente. Certa vez eu li num blog, nao me lembro mais qual que antes ela nem deixava fotografar o filho dela para protegê-lo e que agora ela nao está mais preocupada com isso. Eu me pergunto: Onde está a diferenca? Antes era para protegê-lo e agora ele nao precisa mais dessa protecao? Foi como você me respondeu: ela ainda nao se definiu. Estaria ela se deixando levar pelos conselheiros políticos ou nao seria mais uma vez um papel a representar? A história com ela mal acabou de comecar, o percursso ainda é longo, se vivermos veremos o que virá pela frente.

Grande beijo e adoro esses temas para discutir. Afinal eu adoro uma Saia Justa, hahahhahahahah!!!


Bom fim de semana

Maria Augusta disse...

Laura, desde o casamento parece que a conduta dela como primeira dama tem sido exemplar. Mas ela própria admite que ainda está aprendendo...Na foto do casaco de pele ela parece mesmo Audrey Hepburn.
E você, já está com as malas prontas?
A bientôt, bises.

Dora, você não me magoou de jeito nenhum, toda este leque de pontos de vista só enriquecem o post. E todas as duas, Carla e Lady Di, tem facetas que são discutíveis mesmo, é normal que haja opiniões divergentes a respeito delas.
Um beijo.

Georgia, no caso desta moça, pode-se dizer mesmo que "a vida é um palco iluminado". Nascida riquíssima, bonita, fez carreiras de sucesso como manequim e como cantora, e agora é primeira dama...nasceu virada para a lua (rs). Se seus atos são representações é possível, acho que nestas altas esferas do poder a "espontaneidade" deve ser estudada.
Legal este papo animado aqui, vou escrever mais sobre assuntos assim.
Beijo.

Georgia disse...

Que bom que você gostou da animacao, rs.

Beijao

Adelino disse...

Maria Augusta, li com atenção as suas respostas aos comentários, especialmente aos da Georgia, as réplicas e tréplicas... A pergunta que me faço é apenas esta: não seria ela uma nova Grace Kelly, que agora se sabe não era nada feliz ao lado do seu (dela) Príncipe Encantado? Acho que essas primeiras-damas tão badaladas assim pela mídia na maioria das vezes servem e muito para encobrir maus governantes, não acha? Só o tempo dirá. Exceções existem.
Beijos. Parabéns pelo post. Ótimo final de semana.

PS - A voz dela lembra a doce Françoise Hardy.

Kovacs disse...

O debate está muito interessante, direi apenas que ela é muito bonita mesmo, apesar de primeira dama (por mais politicamente incorreto que isto possa soar).

Maria Augusta disse...

Georgia, realmente é um assunto que traz vários ângulos diferentes e é legal que cada um exponha o seu modo de ver, isto anima o debate.
Um grande beijo.

Adelino, é verdade que a Grace Kelly é um precedente deste tipo de relação entre a bela e seu príncipe encantado. Mas no caso da Carla e do presidente, como os dois já viveram antes outras relações eles não precisam mais brincar de "viveram felizes para sempre", se não der certo cada um retoma seu caminho, os astrólogos previram que o casamento vai durar 2 anos...quanto a usar a notoriedade dela para desviar a atenção no caso de problemas políticos, isto é altamente provável.
Um abraço.

Kovacs, é a faceta que salta aos olhos, o resto é detalhe, né? (rs)
Abraço.

expressodalinha disse...

Não consigo gostar do casal, nem com molho de tomate. Mas eu tenho dificuldade em lidar com o poder...

james emanuel disse...

Muito interessante.

Ser Pop atualmente não é simples.



Um abraço.

Maria Augusta disse...

Jorge, eles aparecem tanto na mídia, que se gosta deles ou se detesta, mas não se consegue ignorá-los (rs)... Um abraço.

James Emanuel, é verdade que com a mediatização atual, as imagens públicas são muito expostas.
Abraço.

Lunna Montez'zinny disse...

Confesso, sou fã de Carla Bruni. Gosto de suas músicas e acho que alguém precisa acabar com a mística acerca dessa fantasia chamada "primeira dama". Ela é a mulher do presidente, mas continua sendo humana, continua sendo cantora, poeta. Mas é claro que a imprensa sempre está atrás de manchetes que vendam jornais e revistas. Só espero que ela consiga suportar isso de forma mais trânquila, já que você citou a Lady Di que embora tenha feito uso da imprensa a seu favor, sofreu muito com a perseguição implacável da imprensa.
Gosto da postura da Carla Bruni, já não posso dizer o mesmo do marido dela, mas nem tudo é perfeito. Você tem o Sarkozy, nós temos o Berlusconi e claro, os brasileiros tem o Lulla e os norte americanos tem o doido do Bush. E sabe-se lá o que vem por aí...

Bacio en tuo cuore carissima e abbia una settimana piacevole