terça-feira, 7 de outubro de 2008

No Mundo da Lua


Photobucket

Ao som da música "Across the Universe" dos Beatles e numa fase movimentada pela descoberta da neve caindo em Marte e o passeio no espaço dos taikonautas chineses, a NASA comemorou na semana passada 50 anos de existência. Sua história está ligada intimamente à da conquista espacial, um assunto que causa controvérsia, (cada vez que toco nele a discussão é animadíssima na caixa de comentários entre os pró e os contra), mas é inegável que ela foi responsável pelos passos mais importantes que foram dados até agora neste domínio.

Photobucket

Tudo começou com von Braun nos anos pós-guerra, e o programa Vanguard, que lançou o primeiro satélite americano ao espaço e em resposta aos russos, que lançaram o Sputinik em 1957, começando assim a corrida espacial. A NASA foi criada então em 1958 para reunir todos os programas aeronáuticos e espaciais americanos. Depois do programa Mercury (que enviou o primeiro americano ao espaço) e do programa Gemini (que aperfeiçoou os acoplamentos entre os módulos das naves espaciais), o grande desafio proposto por Kennedy foi realizado : o homem andou sobre o solo lunar em 20 de juho de 1969, com o programa Apollo . Este foi realmente o feito mais importante realizado pela NASA.

Photobucket


E a conquista espacial continuou com o programa de lançamento das navetes espaciais, que tiveram como missão por exemplo a colocação em órbita do telescópio Hubble, que permite a observação do universo. Várias sondas também foram lançadas em direção aos outros planetas do sistema solar visando colher informações a respeito deles. Outras realizações foram a colocação em órbita da estação orbital internacional e uma colaboração com os russos e os europeus para nela realizarem experiências científicas.

Photobucket

Mas a história da NASA também foi pontuada por tragédias, como a explosão da nave Challenger durante seu lançamento e a da nave Columbia no momento da reentrada na atmosfera. Suas metas atuais são o retorno de homens à Lua e a instalação de uma estação espacial habitada no planeta Marte. No entanto seu orçamento tem sido drasticamente reduzido (e certamente com a recente crise será um dos primeiros a sofrer as conseqüências) e aparentemente os taikonautas (chineses) pisarão na Lua antes que os americanos voltem a ela...são os novos tempos e os novos protagonistas da corrida espacial!





Alto da Página




19 comentários:

Meire disse...

Bom dia Maria Augusta!
Me recordo bem de qdo o home pisou na Lua, e das tragedias com a Challenger e o da Columbia.

50 anos, è ainda uma menina!
Beijos

Meire

Georgia disse...

Maria Augusta, ontem assistimos com o Daniel no canal especial exatamente a festa da Nasa. Os 50 anos e toda a sua trajetória. Tudo como você colocou aqui. O Daniel ficou espantadíssimo com o assunto e de saber que a mae na época em que o o homem pisou na lua tinha 8 anos e quis saber detalhes e se eu me lembrava e tal. Contei tudo a ele das minhas emocoes e medo de que a lua nao agüentasse com o peso dos homens lá em cima, rs.

Christian nao teve muito o que contar, porque tinha na época um ano de idade, rs.

A entrevista foi muito valiosa e a nasa mesmo com tantos imprevistos e muito investimento deu um grande passo em toda a nossa história.

No mais é esperar para ver o que vem pela frente.

Parabéns pelo tema. Bem lembrado.

Um grande abraco e boa semana

Aninha Pontes disse...

Maria Augusta, um assunto realmente valioso.
Ainda me lembro do feito de 69, Armstrong(será que é assim que escreve) pisando em solo lunar.
Prá nós naquela época iso era muito louco, quantas histórias ouvimos, e assim como a Geórgia, havia muito medo e dúvidas espalhados entre as pessoas.
Até hoje muitas pessoas ainda não acredita que o homem chegou lá.
Lá se vão quase quarenta anos, e a festa de cinquenta anos foi muito bem lembrada por você.
Um beijo.

Luma disse...

Adorei o doodle comemorativo!!
Coincidências ou não, há 50 anos eram os russos a estar no nascimento da agência e agora aos 50 anos, propriamente dito, presenciamos o avanço chinês. Voilà!! O tempo não pára!! Beijus

expressodalinha disse...

A "conquista" do espaço é importante. Só que com a tecnologia actual, impossível. É gastar dinheiro para nada. A velocidade é insuperável. Tudo está a milhares de anos luz. Só a velocidade do pesamento nos salvará!

Ruvasa disse...

Viva, Maria Augusta!

Claro! Num mundo em constante mutação ou, como diria Camões:

Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.

E ainda bem que assim é, porque parar é morrer.

Abraço grande

Ruben

Só- Poesias e outros itens disse...

Maria Augusta,
sempre uma prazer vir aqui e se deparar com lindas novidades que só você traz com muito carinho. Uma delícia rever um tema tão importante.
Vamos ligando o piloto automático, com a correria da vida, esquecendo dessas coisas boas.


Linda música.


JU Gioli

acqua disse...

Sinceramente, não consigo crer neste passo significativo rumo a lua. Penso comigo que a lua continua lá ao alcance dos sonhadores e dos entusiasmados com a ciência. Mas não ao alcance de pés e mãos. Acho que esse passo é mais ilusório que a própria realidade. Mas enfim, esse segue sendo um pensamento meu.
Por hora, lembrei-me da quantidade de lixo que os homens lançam no espaço sideral também. Aff. Abraços meus...

Maria Augusta disse...

Meire, realmente 50 anos na história do universo é "nada", mas para os "terráqueos" é o tempo de um primeiro passo em direção das estrelas.
Beijos.

Georgia, quando pensamos que a chegada do homem na lua, que parece que foi ontem já faz parte da história, pelo menos para a geração do Daniel. Que bom que ele teve seu testemunho deste momento marcante da aventura humana.
Um grande beijo.

Aninha, é verdade que muitos não acreditam que o homem esteve na Lua, principalmente na geração que nasceu depois. Mas os chineses estão chegando lá e vamos saber com certeza se os americanos deixaram a bandeira lá mesmo ou se foi um filme, como alguns dizem (rs).
Beijos.

Maria Augusta disse...

Luma, é verdade, com o tempo os "impérios" surgem e desaparecem, mas a Lua está sempre lá, linda e majestosa, alvo de todas as cobiças...
Beijos.

Jorge, realmente o pensamento pode ultrapassar todas as fronteiras de tempo e espaço. Mas eu ainda acho que ele guiará o espírito humano no caminho de "atalho" que poderá aproximá-lo das estrelas.
Abraços.

Ruben, a roda da história gira e a curiosidade humana na abertura de novas fronteiras se mantem...só nos resta esperar que não façam os mesmos erros que já cometaram aqui no nosso planeta.
Abraços.

Ju, estes aniversários "jubileus" sempre trazem consigo um balanço, e este da NASA achei que merecia ser citado, pelo que traz de inédito na história humana.
Beijos.

Lunna, você vê a Lua bela e inatingível, com teus olhos de poeta...
Um grande beijo.

disse...

Minha querida e genial amiga...Seus posts sempre encantam pelo tema e apresentação cada vez mais primorosa...Linda qualidade das fotos e video ..a música dispensa comentários.Duas memórias para mim são mais nítidas do que fotografia ...o dia na casa de amigos reunidos para ver " o Homem na Lua" e a esquina da Rua Augusta onde parei estatelada ao ouvir "pelo rádio"em frente a uma vitrine...a notícia da morte de Kennedy...Será que tem alguém que não se lembre de onede estavam nestes dois momentos? Acho que não...
Quanto a continuidade desta exploração e conquista,concordo com o Jorge...tanto tem de ser feito em outras áreas vitais.
Grande beijo Vi

Eduardo P L disse...

E agora: LITERALMENTE

Adelino disse...

Maria Augusta, sensacional o seu post. Aliás, já é normal isso.
Eu me lembro muito bem daquela data. Só não soube se houve algum benefício para o bem-estar da humanidade, uma descoberta importante etc. Não sou daqueles que malham tudo o que é dos USA, pelo contrário sou fã dos nossos amigos do Norte, falo de um modo geral. Conquistamos tantas coisas grandiosas, e os pequenos problemas persistem aqui na nossa santa Terra.
Um grande abraço. Ótima quarta-feira.

instantes e momentos disse...

vim para conhecer teu blog, parabens , muito bom tudo aqui. Vai virar mania voltar.
Tenha uma belissima tarde.
Maurizio

sonia a. mascaro disse...

Maria Augusta, seu post me fez lembrar exatamente da emoção que senti ao ver na tv o homem pisando na Lua. Concordo com a Ví, me lembro desse dia e também de onde estava quando soube da notícia da morte do Kennedy. Eu ainda era estudante de jornalismo e também trabalhava na Reitoria da USP. Foi um choque geral...

O tema "conquista espacial" é mesmo controvertido... penso que o dinheiro para desenvolver ainda mais a conquista espacial deveria ser usado para a pesquisa da cura do câncer e da Aids.

Parabéns pelo post, como sempre primoroso!
Beijos.

Dora disse...

Maria Augusta. Eu ando vendo tantas comemorações. É centenário de nascimento de Machado de Assis, é celebração da Bossa Nova, tantos anos de Guimarães Rosa, não sei quantos anos de Clarice Lispector...e assim por diante. São tantos "balanços", né?
Agora comemoram-se os 50 anos da NASA. E eu fico pensando, na corrida espacial que antepunha União Soviética e Estados Unidos. nos tempos da guerra fria. Agora, vemos a China entrar na corrida. E fico esperando a corrida espacial para Marte. Quem sabe o que virá mais? Acho tudo uma maravilha do cérebro humano. E não discuto muito as questões relacionadas às descobertas.
Beijos para você.
Dora

Maria Augusta disse...

Vi, também me lembro bem do dia que o homem pisou na Lua, eu estava em casa e fazia frio...me deu vontade de ser astronauta, pode?
Quanto às prioridades, o orçamento da Nasa diminuíu bastante em relação à época do projeto Apollo, acho que os americanos reconhecem que há coisas mais urgentes a fazer aqui na Terra...mas a conquista do espaço não deixa de ser fascinante.
Beijos.

Eduardo, e agora? Acredito que a resposta desta vez não virá da Nasa, mas da China, pois a atual crise mundial está abalando tudo, mas o eixo econômico do mundo está se deslocando para o Oriente.
Abraços.

Adelino, a chegada do homem à Lua foi principalmente uma vitória política dos americanos em relação aos soviéticos em plena guerra fria. Os benefícios para a humanidade vieram indiretamente, pois a tecnologia adquirida permitiu o lançamento dos laboratórios espaciais, onde são realizadas muitas esperiência no ramo da medicina. Mas muitos problemas persistem aqui mesmo na Terra.
Um abraço.

Maria Augusta disse...

Maurizio, obrigada pela visita pelas amáveis palavras, volte sempre.
Um abraço.

Sonia, os anos 60 foram marcantes para a história da humanidade, com acontecimentos como a chegada do homem na Lua, a morte de Kennedy, maio 1968. Nesta época, achava-se que a tecnologia daria uma resposta a tudo e que todos os sonhos eram permitidos...mas atualmente descobrimos que os meios são limitados e que precisamos estabelecer prioridades como as que você citou, por exemplo.
Um beijão.

Dora, com o desenvolvimento das comunicações do século XX, os acontecimentos importantes foram registrados e as retrospectivas podem ser feitas rapidamente. Acho que são também uma forma de escapar aos problemas atuais.
Beijos.

sonia a. mascaro disse...

Oi Maria Augusta,
Você gostou do animal que me deu arrepios! (risos) Eu estava na dúvida se colocava ou não a foto dele... Nossa, fiquei com medo daquela boca estrelada e daquelas garras!

Fiz um comentário no blog do Eduardo a respeito do aumento dos comentários nas fotos que ele fez das imagens parecidas com a Lua. Acho que tem a ver com o aniversário da Nasa, que você postou aqui. É uma hipótese...
Beijos.