sábado, 24 de maio de 2008

Arabescos

Visitei Marrakesh há muitos anos atrás, e é uma viagem que não esquecerei nunca. Não digo isto somente por causa de sua beleza e suas atrações que merecem sem dúvida ser lembradas. Digo isto porque estava la dia 1 de maio de 1994, e foi na varanda do bar do magnífico hotel que vi na televisão o acidente do Airton Senna. Passei vários dias arrasada como se tivesse perdido alguém de minha família. Mas, por fora, tinha que sorrir e ir em frente pois fui lá a trabalho, para um congresso, e aproveitei para conhecer a cidade e seus arredores.


Photobucket

Faz muito tempo...logo tenho lembranças esparsas, formando arabescos de recordações. O que marcou minha memória foram as cores do local. Marrakech é chamada a "cidade vermelha", que é a cor que predomina nas construções e que combina bem com aquela arquitetura cheia de curvas e arcos, aqueles pátios internos imensos repletos de azulejos e com as cores vivas da decoração interior e das roupas de seus habitantes.

O hotel onde ficamos seguia esta arquitetura, com os grandes arcos, e todas as peças voltadas para um pátio interno onde estava localizada a piscina. Uma das paredes era coberta por uma planta trepadeira repleta de flores. Por volta das seis horas da tarde, como se tivessem marcado encontro, os passarinhos vinham em bando, cantando, pousar sobre a trepadeira num barulho ensurdecedor. Que espetáculo maravilhoso!

Photobucket

Outro arabesco de recordação é um restaurante próximo ao hotel. Nele havia rosas partout...roseiras plantadas no jardim (pois jantávamos ao ar livre), fontes jorrando cobertas de rosas, rosas nos vasos sobre as mesas, e quando partíamos todas as mulheres ganhavam uma rosa...era realmente um lugar de sonho.

Photobucket

Outra boa lembrança era a "fantasia", um espetáculo realizado numa grande arena, na qual cavaleiros com suntuosos trajes árabes se "enfrentavam" numa batalha que era um verdadeiro balé orquestrado com perfeição. Porém antes do espetáculo havia o jantar ao som da música e diante das dançarinas que passavam entre as "mesas"...que na verdade não eram mesas, pois nos sentávamos no chão sobre almofadas acetinadas para degustar as especialidades locais sob uma tenda de mil e uma noites.

Photobucket

Um arabesco de lembrança que também me restou desta viagem é a visita à Praça Jamaa el Fna (foto acima). E uma loucura, tem engolidores de fogo, encantadores de serpente, malabaristas, grupos musicais, e a noite toda é uma festa só. O passeio ao Jardim Majorelle (foto abaixo), com suas cores marcantes também foi um belo momento desta viagem.

Photobucket

Saímos de Marrakesh e visitamos alguns lugares situados nas montanhas marroquinas. Vimos belas paisagens, comemos especialidades locais e visitamos residências trogloditas (cavadas na pedra). Interessante que vimos muita pobreza, mas não presenciamos miséria no interior do país, tudo era muito limpo e arrumadinho.

Photobucket

Uma semana depois de nossa volta à França, soubemos que o hotel onde o congresso ocorreu havia sido alvo de um atentado e que várias pessoas haviam sido mortas...que loucura, pensei, como um inferno destes pode acontecer em um lugar que tem tudo para ser paradisíaco.



Alto da Página

29 comentários:

Leonor Cordeiro disse...

Querida Maria Augusta,
Fiquei encantada com as suas fotos. O azul Majorelle está belíssimo.
"Preciso" postar essas fotos, é quase uma "exigência" do meu olhar.Poderia compartilhar com o meu blog essas suas doces lembranças azuis?
Um grrrraannde abraço!
Com carinho,
Leonor Cordeiro

Sonia A. Mascaro disse...

Uma beleza de lembranças, Maria Augusta! Lindas fotos, um slideshow que é um show e uma música incrível! Adorei esse jardim de cactus e as cores dos edifícios. Magníficos! E que coisa mais terrível o atentado e que angústia você deve ter sentido ao saber do perigo pelo qual passou...

Beijos e um ótimo final de semana!

Eduardo P.L. disse...

Maria Augusta,

o som de sua postagem é o mesmo que ouvimos TODOS esses dias nas estradas do Marrocos. Sua descricao e observacoes estao PERFEITAS, e estou conferindo as in loco e em tempo real. Muito louca essa internet.

Parabéns, e forte abraco.

Só- Poesias e outros itens disse...

Maria Augusta, estou no aeroporto e ainda deu tempo de visitar esse jardim maravilhoso, fiquei muito emocionada com o carinho de seus posts. Realmente, parabéns. Um encanto de lugar, que o nosso amigo Eduardo deve estar curtindo muito.
Bjs.

Lindo, lindo... e a escolha da música perfeita para mostrar toda essa beleza.

bjs.

Ju Gioli

disse...

Maria Augusta ....como sempre tão perfeito que nos sentimos lá....não conheço e morro de vontade... o azul anil e as outras cores e imagino os sabores devem ser delumbrantes...dizem que o mercado é sensacional...mas naõ será desta vez ainda ....mas não trocaria no momento estou adorando ir aí para os teus lados com a possibilidade de estar com vc...seria uma delícia...
Querida por favor ..não sei o que houve mas não acho o teu e-mail e respectivo endereço...por favor me mande para que possamos trocar algumas informações e ver se isto realmente acontece...
Grande beijo

Georgia disse...

Oi Maria Augusta, eu adoro este tipo de viagem. Geralmente o que mais me fascina sao as arquiteturas, os azuleijos, as cores. Fora o sorriso das pessoas.
Nunca estivemos para os lados de Marrocos. O mais longe que chegamos foi em Gibraltar. Mas sincerimente nao gostei. Já perdeu muito a caracteristica para o turismo que impera.
O restaurante que você cita em seu post muito me fez lembrar quando estivemos em Alhambra de Granada que também tem as suas arquiteturas em arabescos. Um jardim lindo construidos pelos mouros.

Amei o slide show e a música perfeita!

Obrigada por dividir conosco lugares e riquezas tao lindas.

Bom fim de semana

Lunna Montez'zinny disse...

Uma vez ouvi alguém dizer que somos o reflexo daquilo que desejamos para os outros e isso me preocupou porque lembrei-me dos mundos que vivem em guerra por motivos fúteis - coisas que seriam resolvidas com um simples diálogo, mas não há espaço para isso porque até mesmo o dialogo acaba em brigas que resultam em grandes guerras. O mundo parece ser refem de pessoas assim.
A beleza de um lugar, a gentileza de um povo que sorri com poucos dentes e as muitas cores que ajudam a colorir um universo a parte não é suficiente. Então, sempre acabo diante da questão: até quando? E sempre me falta a resposta.
Abraços meus.

Ps. Me apaixonei pelo jardim do restaurante na segunda foto - quem sabe não deixo o daqui de casa (pelo menos parecido) até eu viajar e quando voltar encontro uma surpresa em diversos tons.

Kovacs disse...

Excelente esta postagem, a série de slides está perfeita e o texto é todo muito verdadeiro. Tomei a liberdade de criar um link lá no meu mundo para a sua página. Parabéns e continue com o bom trabalho!

Leonor Cordeiro disse...

Maria Augusta,
Queria fazer uma postagem com as fotos que destacam o azul majorelle.
Não estou conseguindo copiar as fotos. Como eu faço? rs rs
Obrigada por permitir a postagem.
BJS!

Maria Augusta disse...

Leonor, o azul Majorelle é mesmo maravilhoso. Fico contente por você ter gostado tanto que quer postar as fotos no teu blog, para mim é um grande prazer. Eu as coloquei no Picasa, me manda um e-mail para que eu te mande as coordenadas.
Beijos.

Sonia, foi uma linda viagem apesar da má notícia que tive logo no início, mas vale a pena ser visitado. O ambiente me lembrou muito Portugal, não me senti estrangeira lá. Um grande beijo.

Eduardo, se vocês estão sentindo as mesmas impressões isto confirma que o Marrocos é um país fascinante e que muitos anos depois ainda conseguimos reproduzir as sensações que conhecemos ao visitá-lo. Pensei em escrever este post quando li lá no Varal que vocês estavam no Marrocos.
Um grande abraço e boa continuação de viagem. E obrigada pela visita nestas condições "nômades" de conexão(rs).

Maria Augusta disse...

Ju, esta postagem me trouxe muitas alegrias mesmo, a Leonor que quer reproduzir as fotos, o Eduardo que confirma o que está escrito diretamente do Marrocos e você que nos visita do aeroporto. Obrigada pelo carinho, te desejo uma estada maravilhosa junto à sua família e que curta bastante a Itália e Portugal.
Um grande beijo.

Ví, é verdade que Marrakech não está no teu roteiro desta vez, mas ele também é muito bonito com a Suíça, a Alsácia e a Áustria. Vou te mandar o e-mail de novo para que possamos combinar de nos vermos. Um beijão.

Georgia, você tem razão, a arquitetura é a mesma da Andaluzia, os árabes estiveram na Península Ibérica durante muitos séculos e deixaram muitos palácios lá. Legal você falar de Gibraltar, um outro bom momento desta viagem foi ver o Canal de Gibraltar lá embaixo como nos mapas da escola, quando o sobrevoamos. Um beijão.

Maria Augusta disse...

Lunna, você tem razão, o mundo está sempre em guerra por motivos fúteis. Acredito também que os motivos reais das guerras não são os que são expostos "oficialmente", mas tudo é um jogo de poder e de dinheiro para favorecer alguns em detrimento da vida de muitos.
Tomara que teu jardim seja muito bem cuidado na tua ausência. Beijos.

Kovacs, fazer este blog é um verdadeiro prazer para mim, e fico contente quando um post agrada aos visitantes. Obrigada pelo comentário e pelo link, irei visitá-la em breve. Abraços.

Leonor, as coordenadas do álbum das fotos é http://picasaweb.google.com/cronicapaulista/Marrakech?authkey=odHEv03p5ng. Muitas das fotos achei na Internet, não foram tiradas por mim. Estou ansiosa para ver tua postagem sobre o "azul Majorelle". Beijos.

Eduardo P.L. disse...

Maria AAugusta,

nomade é aa melhor descrição desta NOSSA viagem, realmente. Mas sempre se tem tempo para os amigos.

Abraços e bom Domingo. Agora já na Europa!

Adelino disse...

Maria Augusta, um "show" de postagem. Maravilhosa.
Abraços, e boa semana.

Maria Augusta disse...

Eduardo, curtam bem Portugal, já fico imaginando as fotos que você vai trazer para o Varal.
Grande abraço.

Adelino, obrigada pela visita e pelo comentário. Uma boa semana para você também.

Luma disse...

Que lugar encantado! E adorei a música! Loreena McKennitt também encanta, grande combinação.
Foi tudo perfeito Maria Augusta! Você não tem jeito!!
Boa semana! Beijus

valter ferraz disse...

Maria Augusta, que lugares lindos, e que belas lembranças você tem.
Apesar do momento ter sido um momento triste para todos os brasileiros. Creio que todos nós nos sentimos meio orfãos na ocasião.
E o perigo tão próximo de vocês.
Mas o post está lindo, as fotos maravilhosas, que conseguem juntamente com a música nos transportar até lá.
Beijos menina.

Aninha Pontes disse...

Maria Augusta querida, este comentário acima é meu. Esqueci de mudar o perfil, e saiu com nome do bem.
Beijos de todos nós.

Isabel-F. disse...

As cores são lindas e convidam a uma visita ...

as fotos estão maravilhosas ...

não conheço nenhuma cidade árabe ... mas confesso que tenho medo de lá ir ... seja a qual for ...

beijinhos e boa semana

Dora disse...

Menina! Fiquei encantada com tantas belezas excêntricas e coloridas! Quantas novidades para nossos olhos ocidentais! Você tem sorte!
Eu gostaria de conhecer lugares exóticos. Quem sabe um dia?
Por enquanto, vou me esbaldando com seus posts, que não sou boba, né? rs
Beijão.
Dora

Maria Augusta disse...

Luma, esta cantora tem o poder de nos fazer penetrar no ambiente local, é incrível, né?
Um grande beijo.

Aninha, quanto a este problema do perigo acredito que atualmente esteja mais calmo, em todo caso espero que sim. Obrigada pela visita, um beijo para você e um abraço para o Valter.

Isabel, as cores, a paisagem, assim como a gentileza do povo compensam o risco eventual destes lugares, acho que vale a pena.
Beijos.

Dora, fiz esta viagem a trabalho há muitos anos, atualmente estou meio sedentária. Mas com cócegas nos pés para ver lugares exóticos...gozado que aqui eles acham que o Brasil é exótico, pode?
Um beijão.

Leonor Cordeiro disse...

Querida Maria Augusta,
Já consegui "salvar" as fotos, logo farei a postagem.
Obrigada por sua generosidade e atenção.
Grande abraço!

Diz disse...

Qta coisa bonita... Acho que jamais irei lá,só assim em sonho.
Adorei as fotos ai embaixo, ando sem tempo, ma svou divulgar qdo der, estou saindo , só volto tarde.
Bjs querida, obrigada por me ler com tanto carinho, Laura

Lino disse...

Sempre ouvi falar maravilhas de Marrakech. E agora você confirma, o que me dá ainda mais vontade de conhecer a cidade.
Bela música, aliás, a ilustrar o post.

Flavia Sereia disse...

Nossa que lugar lindo, e que fotos maravilhosas vc tirou, dá gosto visitar lugares assim né? Culturas diferentes, povos diversos.

bjs

Maria Augusta disse...

Leonor, que bom que deu certo. Um beijo.

Laura, quem sabe um dia você visita...vale a pena e os brasileiros são bem recebidos lá.
Beijo.

Lino, a cidade faz jus à fama, é muito bonita e acolhedora.
Abraço.

Flavia, as fotos não são todas minhas, peguei muitas na Internet...na época minha maquina fotográfica não era lá estas coisas (rs). Um beijo.

Noé disse...

Lindas fotos,
Noé

anamarta disse...

Passei por aqui para a felicitar pelo prémio da IsabelFilipe. Gostei muito do seu blog.Voltarei se me permite.
Abraço

Maria Augusta disse...

Noé, as fotos não são todas minhas, é verdade que são magníficas com as cores de Marrakech. Um abraço.

Anamarta, obrigada pela visita e pelas felicitações, a Isabel é muito gentil presenteando seus leitores com este selo, para mim foi uma grande honra recebê-lo. Volte sempre, será um prazer para mim.
Um abraço.