sábado, 4 de agosto de 2007

Champanhe com Guaraná



Hoje pegamos a estrada e partimos a oeste, na direção de Reims, uma cidade que se situa entra Nancy e Paris. Meu marido gosta de dirigir nas pequenas estradas que atravessam as cidadezinhas e os campos, fugindo das autoestradas, onde se chega depressa mas não se aprecia a paisagem. E não ficamos decepcionados, vimos campos de girassóis, coquelicots (florzinhas vermelhas selvagens muito bonitas, que estão desaparecendo por causa dos herbicidas) na beira da estrada, campos plantados de várias cores, enfim paisagens muito bonitas.


Mas quando passo neste caminho, não consigo deixar de pensar que foi a rota que fizeram os alemães nas 2 guerras mundiais, para chegar a Paris. Aliás, passamos em Verdun, onde aconteceu uma das maiores batalhas da Primeira Grande Guerra, que foi uma verdadeira carnificina, 300000 soldados morreram entre franceses e alemães. O "Memorial da Lembrança" de Verdun é impressionante e também existem vários cemitérios militares na região. Pois é, neste Velho Mundo de lugares tão bonitos e tanta riqueza cultural, já houve muito sofrimento e correu muito sangue.


A cidade de Reims também conserva as marcas destas guerras, até sua catedral também sofreu com os bombardeios, e está em reconstrução até hoje. Esta catedral Notre Dame de Reims é um verdadeira jóia da arquitetura gótica, com vitrais magníficos, incluindo alguns de Chagall (foto acima). Nela os reis da França vinham para ser sagrados, o primeiro rei franco foi batizado, Joana D'Arc trouxe o rei Charles VII para ser entronado e em 1962, De Gaulle e Adenauer relançaram a amizade entre a França e a Alemanha. Reims é também a capital da região chamada Champagne, berço do delicioso espumante que bebemos nas comemorações. E é claro que não recusei uma taça de "kir royal" (champanhe com creme de cassis) na hora do almoço.

Mas não foi por causa dos coquelicots e dos girassóis da estrada, nem da visita à cidade com sua magnífica catedral, nem para tomar champanhe que fomos a Reims. Fizemos esta viagem de 200 Km para comprar uns produtos preciosos e raros que só podem ser encontrados em 4 ou 5 lugares na França. Vejam só o que trouxemos de lá : guaraná em garrafa e em lata, paçoca de rolha, goiabada em lata e goiabada cascão, feijão preto, café Pilão. Yesss!!! Meus amigos, minha geladeira está cheia de guaraná. Ô felicidade!

24 comentários:

Flavia Sereia disse...

Caramba, eu que iria gostar de passear numa estrada dessas, o que eu ia fotografar não tava no gibi, mas tb ia levar um tempão para fazer esse percurso, ia querer parar toda hora para tirar fotos hehehe

Menina, acho que vou para a França vender esses produtos que te faltam, vou faturar uma grana pelo visto hehehe

bjs

Eduardo P.L. disse...

Maria Augusta, como a felicidade estanas pequenas e tão preciosas coisas!

Mas minha visita é rápida, para contar que estou com o PC no estaleiro, novamente, e postando muito precariamente, msas apesar disso peço que vá apanhar um MIMO no Varal.

Abçs

Lunna disse...

Oi Maria Augusta.
Estou "eliminando" saudades hoje. Risos.
Que delícia dirigir por pequenas estradas, com verde e lembranças várias. Gosto da calma que isso proporciona, na garupa de uma moto estradeira... Mas gosto de fazer isso em trilhos e adormecer e creer que estou apenas sonhando e despertar com o apito do trem e do guarda que grita mais a frente "última parada".
Estou melancolica hoje.
Bjus

Samantha Shiraishi disse...

Maria Augusta, que passeio delicioso. Aqui também adoramos passear perto de casa, mais pelo prazer de dirigir ouvindo música (minha trilha sonora é da Lina, que me mandou uns DVDs de mp3 maravilhosos) e conversar e aproveitar o dia sem pressa.
Ouvi falar de um roteiro que se oferece aqui no Brasil para viajar nas estradas francesas interioranas e mais antigas com bicicletas... conhece? Já pensei nos meus meninos adolescentes e em pequenos prazes como este que você citou!
Agora sobre o guaraná: ainda lembro da delicia de comprar estes mimos brasileiros quando estamos fora de nossa terra há tempos!
Beijos e bom final de semana.

Osc@r Luiz disse...

Gente!
Que coisa mais linda!
Que delícia vir aqui!
Eu ADORO Girassóis!
Maria Augusta, querida, preciso de uma foto sua. Pode ser com o marido, aliás, eu e minha esposa adoraríamos conhecer esse ser privilegiado. É para o aniversário do By Osc@r Luiz. Se não for muito incômodo, coloque uma foto de vocês lá no mapa do By OL. Aliás, se puder passar por lá, tem algo pra você.
Beijo!

Eduardo P.L. disse...

Maria Augusta, o Oscar me solicitou , e não posso dizer não a uma criatura tão educada e simpática, mande a foto que ele pediu!

Eu estou mandando....

Abraços.

marilia disse...

Maria, é sempre bom passar aqui...adoro ler seua psots sobre a França...um beijo e bom fim de semana!

Maria Augusta disse...

Sereia, com certeza levaria um tempão para fazer o trajeto, teria muita coisa para fotografar. Um beijo e um lindo domingo.

Eduardo, obrigada pelo award, como sempre você presenteia o "Jardin" com uma bela medalha. Um grande abraço.

Lunna, para você que transforma tudo em poesia, uma estrada de moto ou de trem deve te dar mil lindos versos. Espero que a melancolia tenha passado e que você tenha um belo domingo. Um beijo.

Sam, andar de carro ouvindo música é muito gostoso mesmo, principalmente uma seleção da Lina, ela tem muito bom gosto musical. Não ouvi falar dos circuitos em bicicleta aqui na França, mas vou me informar e te direi, tá? Beijos e bom domingo.

Oscar, queria te agradecer pela visita e pelo award com o qual mais uma vez você honrou este blog, é muita gentileza. Sobre a foto, te mando um e-mail. Um beijo e um bom domingo.

Eduardo, dei risada quando vi que o Oscar pediu a você para interceder junto a mim para o envio da foto. Se ele soubesse que sou do contra (rs)...Um bom domingo para você e a Paulinha.

Maria Augusta disse...

Marilia, obrigada pela visita, você é sempre benvinda. Um beijo e um bom domingo.

Contra-pontos disse...

Maria Augusta,
que delícia visualizar tão belas paisagens da frança, viajar é mesmo ser outro constantemente, e convenhamos ,que descobrir coisas que gostamos é o prazer dos deuses.

Obrigado pelos comentários no meu blog, e por ter andando meio distraída aqui em Portugal, só agora notei que você linkou o meu blog, mais uma vez obrigado.

bjs,

Jugioli

Elza disse...

Olá!!
Estou passando por aqui para dar meus parabéns
pela sua indicação, ao prêmio blog 5 estrelas!
Seu blog é muito orinal, parabéns 2x!
rsrs..
boa semana.
=]

Lina disse...

Olá Maria Augusta,

Depois de uns dias sem ver os blogs, me deparo aqui com tudo isso!
A beleza natural e histórica do País que você vive, deve ser maravilhosa.
Essas viagens são mesmo deliciosas, viajar por estradas assim, nos permeite apreciar tudo com mais tranquilidade.
Mas minha Amiga... Vocês precisam viajar 200KM para encontrar esses artigos brasileiros??
O importante é que deu para matar a vontade, não é??

Beijos e uma ótima semana!

Eduardo P.L. disse...

Maria Augusta,

a Elza que te visitou e fez o comentário sobre seu Prêmio é a criadora do SELO e PRÊMIO, e nela não se pode votar!

Para ela é que se deve mandar o e-mail, com os indicados, para o voto valer! Erroneamente ( copiei do Lord) o Ronald aparece como criador do Prêmio.

Abçs

Maria Augusta disse...

Jugioli, curte bem Portugal, é um país maravilhoso. Muito natural linkar teu blog, ele tem tudo que eu gosto. Um beijo.

Elza, benvinda ao Jardin! Passei no teu cantinho, é muito bonito, parabéns po ter criado o concurso "Blog 5 Estrelas". E também para a cidade de João Pessoa, que fez aniversário ontem. Boa semana e volte sempre.

Maria Augusta disse...

Lina, verdade que os lugares são muito bonitos, mas não consigo evitar de pensar que eles foram palco de tantas batalhas...pois é, estes produtos podemos comprar na mesma loja pela Internet (em Reims é o depôsito), mas o guaraná é tão pesado que o preço do transporte é maior que o do produto. Então, quando temos tempo vamos buscar "na fonte". Um beijão.

Eduardo, obrigada pela info, já corrigi a resposta para a Elza. Um abração.

luma disse...

Ah, garota!! Você não existe!!
Os verdadeiros brasileiros são mesmo aqueles que estão fora do Brasil, sentem saudades, falta de tudo que aqui temos, vestem a camisa verde-amarela com muito orgulho!!
A postagem toda foi maravilhosa! mas vê-se que gostei mais foi do desfecho! (rs*)
Boa semana! Beijus

laura disse...

Ai que maravilha!
vamos trocar uns dias? vc vem pra cá e eu para aí? :)
adoro guaraná tb, gost do xarope tb, aqui tem mto, com todos os acompanhamentos.
Teu blog é dez, sabia? tem cultura e é leve porque sabe contar historinhas.
Bjs Laura

Anônimo disse...

Maria Augusta,
Um país que passou por uma guerra, ou as pessoas que passaram por ´ela´, deixam marcas profundas, sei pelos meus pais...são Histórias de cada um não??!!
Eu tbém adooooro flores, inclusive girassóis, lindo!!!
As catedrais: a França é um cenário e tanto...
Ao contrário daí, onde encontra produtos brazucas em 5 lugares, aqui no Japão, os mesmos estão em várias esquinas...os brazucas estão invadindo a terra do sol...
Abração
Madoka

mente fantasia disse...

Nossa! Com uma estrada assim e a minha imaginação a máquina fotográfica ia ficar pequena rsrsrs

Te achei comentando um poema meu no blog do Oscar! Passei para conhecer e agradecer os elogios! Obrigada!

=** e uma semana colorida!

Apareça!

marilia disse...

maria, não sei qto tempo vc esta ai, mas acho que eu morreria sem minha goiabadinha e meu queijo minas.... vc fez muito bem em "entupir a geladeira com guaraná"...
agora, uma receitinha: pgue pão frances ( do brsileiro, rss), um pedacinho de mortadela, e manteiga, e abra um guaraná...
é a vida!
bjos

Maria Augusta disse...

Luma, é verdade que a gente dá mais valor ao nosso país e às nossas coisas quando estamos fora. Um beijo grande.

Laura, guarana é muito bom mesmo, né? Mas quando estava aí nem ligava...Beijão.

Madoka, que sorte, o Japão está melhor servido de produtos brasileiros qua a França. Um beijo e boa semana.

Mente colorida, você é aquela das palavras coloridas e do texto colorido! Vou te visitar sim, me aguarde. Um abraço.

Marilia, obrigada pela receita, mas cadê a mortadela? Isso também é coisa rara aqui, só em casas de produtos italianos muito especializados. Um beijo.

Ciça Donner disse...

Mas menina, vc esteve aqui do meu lado!!!! Por pouco nao tomamos uma champanhe com guaraná

Maria Augusta disse...

Ciça, ficará para uma outra oportunidade (rs). Um beijo.

liniane disse...

Confesso que teu texto me fez viajar por estes lugares também ...
bjs
Liniane