sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Balada sob a neve...


Depois das vitrinas de Paris e da feirinha de Natal de Estrasburgo, hoje, depois das emoções do Natal, proponho a vocês um passeio pelas ruas ornamentadas de Paris sob a neve. Faz frio, mas vale a pena...Vamos lá?



9 comentários:

Meire disse...

Bom dia querida...estou aqui passeando pelas ruas de Paris ao seu lado e com esta belissima musica.

Bjs

expressodalinha disse...

Sem dúvida. Um passeio que apetece fazer. Quero ver se vou aí brevemente.

João Menéres disse...

Com uma sugestão destas, quem pode resistir?
Bom Ano para si e Família.
Bj.

Eduardo P.L disse...

É verdade, com essa música e imagens quem resiste!

Abçs e bom passeio!

Celia disse...

Que beleza M.Augusta. Adorei passear outra vez por Paris, essa cidade mágica. Bj

jugioli disse...

Maria Augusta,


Lindo passeio, e como essa música ficou interessante caminhar.

bjs

sonia a. mascaro disse...

Que lindo, Maria Augusta! Adorei!
Desejo a você e sua família um MARAVILHOSO ANO NOVO!
Beijos.

Georgia disse...

Maria Augusta, Jesus Nasceu!!! E espero que no coracao de muitos este ano.

Que passeio delicioso e música deliciosa. As criancas adoraram e comeram castanhas quentes em frente à Prefeitura numa das barraquinhas que tinha lá, rs.

Um grande abraco e um Feliz Ano Novo prá vocês!!!

Leonor Cordeiro disse...

Querida Maria Augusta,

“Hoje não há razões para otimismo. Hoje só é possível ter esperança. Esperança é o oposto do otimismo. “Otimismo é quando, sendo primavera do lado de fora, nasce a primavera do lado de dentro. Esperança é quando, sendo seca absoluta do lado de fora, continuam as fontes a borbulhar dentro do coração.” Camus sabia o que era esperança. Suas palavras: “E no meio do inverno eu descobri que dentro de mim havia um verão invencível...” Otimismo é alegria “por causa de”: coisa humana, natural. Esperança é alegria “a despeito de”: coisa divina. O otimismo tem suas raízes no tempo. A esperança tem suas raízes na eternidade. O otimismo se alimenta de grandes coisas. Sem elas, ele morre. A esperança se alimenta de pequenas coisas. Nas pequenas coisas ela floresce...”
(Rubem Alves)


Obrigada por ter feito parte do meu caminhar no ano que está terminando.
Que 2009 traga para você muita paz, saúde e alegria. Que a esperança seja sua companheira para fazer sempre renascer o seu coração!
Um grande abraço!
Com carinho e afeto,

Leonor Cordeiro