sábado, 2 de junho de 2007

O Mistério da Pirâmide Desvendado?



Muito já se escreveu sobre a Grande Pirâmide de Quéops: que ela é a única das sete maravilhas do mundo antigo que sobreviveu, que foi o monumento mais alto do mundo até a construção da Torre Eiffel, sobre as conexões "mágicas" contidas em suas dimensões, a respeito dos tesouros nela encontrados, sobre o destino reservado aos que ousaram desvendar os seus mistérios.

No entanto, um enigma permanecia intacto até agora : como, há 45 séculos atrás, um povo que não possuía ferramentas de ferro e não dominava os sistemas de roldanas pôde erigir este monumento de 146 m de altura? Como eles puderam elevar as pedras até o seu topo? Quanto tempo eles levaram para erguê-la? Alguns, como Heródoto, diziam que "máquinas" que funcionavam como alavancas foram fixadas às paredes externas para elevar as pedras. Outros, que uma grande rampa ou uma rampa externa em espiral foram usadas para este fim. Houve mesmo os que afirmaram que ela foi construída por extraterrestres. No entanto, nenhuma destas hipóteses resistia diante de uma análise mais aprofundada.

Recentemente, o arquiteto francês Jean Pierre Houdin afirma ter encontrado a resposta a este enigma. Sua teoria se baseia em 3 princípios : primeiro, uma rampa externa teria sido usada para transportar as pedras até o nível de 43 m, onde se encontra a Câmara do Rei. Em seguida, haveria um sistema de contrapesos na Grande Galeria para elevar as vigas de até 63 toneladas de granito presentes no teto desta câmara . E finalmente, uma rampa em espiral com uma leve inclinação construída no interior da pirâmide teria sido utilizada para elevar as pedras até os níveis mais altos. Quer dizer, a pirâmide teria sido erguida a partir de seu interior. Segundo este esquema, 4000 homens teriam sido suficientes para erguê-la, e não 100000 como nas teorias precedentes.

Esta tese foi verificada com a ajuda dos especialistas de 3D (3 dimensões) da empresa Dassault, que realiza a simulação de automóveis e aviões. Esta colocou à disposição do arquiteto uma equipe, que após 2 anos de trabalho comprovou sua viabilidade. O resultado da simulação pode ser visto no Géode de Paris e também na Internet.

Agora está faltando a verificação "in situ". Negociações estão em curso com egiptólogos renomados e com o governo do Egito para que análises sejam feitas na própria pirâmide, para verificar a existência deste túnel no qual estaria situada a rampa interna. Se ele for encontrado, isto seria uma prova irrefutável de que esta teoria já comprovada virtualmente é verdadeira.


Para saber mais :
Extrato do filme 3D em tempo real (em francês, mas as imagens são eloqüentes)
A Integra do Trabalho (filme, biografias, textos) (em inglês e francês)



Alto da Página



6 comentários:

Cris disse...

Nossa, Maria! Vou ver se passo na Geode para ver o filme, deve ser genial!
Como assim vc ainda nao foi no Mont Saint Michel??? TEM QUE IR LOGO!!! Eh impressionante!!!

Beijao

Eduardo P.L. disse...

Faz absoluto sentido. Além de tirar as fantasias das hipóteses, dá uma dimensão da elevada cultura e conhecimento que tinham.

Teresa disse...

Tinha que ser um francês, né? Ô povo danado!!!

Maria Augusta disse...

Cris, espero visitar o Mont Saint-Michel em breve, todo mundo diz que é genial.
Eduardo, a cultura e o conhecimento dos povos antigos sempre foram subestimados...e agora em muitos aspectos somos obrigados a fazer o "caminho de volta".
Eles são danados mesmo, Teresa. Reclamam de tudo, mas vão em frente.

Luci Lacey disse...

Maria Augusto

Como eram inteligentes e engenhosos os egipcios.

Muito bom saber disto.

Clau disse...

Maria Augusta, grata pela visita!

Achei interessante o post. Estive no Egito há 7 anos e tive oportunidade de entrar na pirâmide. Devo dizer que foi uma experiência fascinante: o intrior é frio, gelado, e as paredes são absolutamente perfeitas. Nada de sobras nos encaixes. Caminhamos por túneis estreitos - vc tem que ir quase de 4 - e visitamos algumas das câmaras naquela época ainda abertas ao público.
Foi um sonho realizado. Se vc ainda não foi, vá. Existem coisas neste mundo que precisam ser vistas com os próprios olhos, foto alguma jamais fará jus ao que realmente é.
É de uma grandiosidade emocionante.
Abraços