quarta-feira, 10 de outubro de 2007

O Labirinto Vegetal



Segundo a mitologia grega, o labirinto do minotauro projetado por Dédalo estaria situado em Creta, a ilha do rei Minos. Ele teria sido construído para encerrar o minotauro, fruto do amor da rainha Parsifae com um touro. Para evitar que desgraças acontecessem a seu povo o rei deveria sacrifiar jovens anualmente para oferecer à criatura. Até que um dia, Teseu, filho do rei de Atenas se ofereceu para o sacrifício, com a intenção de matar o minotauro. Chegando a Creta, ele se apaixonou por Ariadne, filha do rei Minos, que lhe deu de presente um novelo de lã que permitiria a ele de se orientar no interior do labirinto. Ele matou o minotauro, saíu do labirinto com seus companheiros e partiu pelo mar levando Ariadne, que depois deixou numa ilha, temendo as represálias de seu pai. E voltou a Atenas, onde foi recebido como herói.

Os jardineiros daqui da cidade tiveram a incumbência de traduzir este mito em linguagem floral e mineral. Sim, mineral também, porque como este ano o vidro está em destaque na região, este material deveria fazer parte da composição. Inspirando-se no labirinto da catedral de Reims com sua forma octogonal, eles o realizaram num espaço de 1400 m2 no meio da Praça Stanislas usando grama, plantas diversas, palmeiras, gaiolas, vidro, vasos com jatos d’água, corações rosa e topiarias com bases rotativas. A seguinte organização foi adotada para declinar o tema do labirinto :


A Senda das Topiarias – na entrada, onde ciprestes “montam guarda”

A Alameda das Folhagens – milhares de flores coloridas nas cores do outono

O Passeio dos Vidreiros – canteiros de vidro verde se alternando com canteiros de pequenas folhagens

O Caminho dos Sinos, cujo som deveria desorientar os viajantes – compostos com “pensées” (flores amarelas da família do amor perfeito)

O Beco das Fontes – grandes vasos azuis com jatos d’água

O resultado geral foi muito bonito e se constituíu no “Jardin Ephémère 2007” aqui de Nancy.

E com este jardim efêmero, eu os deixo por algum tempo, pois este blog homônimo estará fechado durante algumas semanas. Pois é, amigos, conseguimos equacionar os problemas que nos retinham em Nancy (tínhamos que fazer ida e volta no mesmo dia) e estamos saindo de férias. "Deixo a chave" para a blogagem coletiva do dia 15, mas não poderei responder aos comentários nem visitar os blogs amigos neste período. Obrigada pela compreensão e espero que não percam o caminho deste jardim devido à esta ausência. Abraços para todos e até a volta!!!


CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E VEJA AS FOTOS DO LABIRINTO




15 comentários:

Contra-pontos disse...

Maria Augusta.
Adorei saber que o Jardin Éphémére possui toda essa mitologia, e que cada planta guarda seu simbolismo.
Nada como ter o olhar vegetal, botânico e sensível como o seu para nos levar a entender o que as vezes passa desapercebido.

Bom dia.



Jugioli

Vi Leardi disse...

Cara M.Augusta...Espero que vc aproveite muuuuiiiito as suas férias...Traga um registro do que vir e ouvir para nos contar...sempre tão interessantes os teus textos e imagens...volte logo...sentirei falta das tuas tão amigáveis visitas
um grande beijo...

luma disse...

Ariadne, ficou pra sempre na ilha?

Ah! Te dei um elo da corrente de amizade pela terra!

Tenha um excelente descanso!

Beijus

Eduardo P.L. disse...

Maria Augusta, descanse bem. Volte cheia de idéias.

Abçs

PS- Sentirei sua falta!

Meire disse...

Maria Augusta, em uma cidade da serra Gaucha, nao me recordo qaul no momento tem um labirinto parecido.
Sobrre tuas merecidas ferias, desejo que sejam tranquilas, que vc se divirta, descanse, sentirei tua falta.
Bjs

Karina disse...

Eu tinha pavor do minotauro quando criança, acho q tinha um personagem no Sítio (Monteiro Lobato). Mas um labirinto desses é pra espantar qualquer medo, lindo demais. Deve ser um deleite para a alma percorrê-lo.
Por conta do trabalho, não tive como passar aqui antes, mas desejo a vc uma ótima viagem, que sejam dias leves, repletos de alegria em cada momento.
Bjks carinhosas.
Vão com Deus.

liniane disse...

Boas férias ! Senterei falta de suas postagens mas sei que na volta você terá muitas e lindas histórias: efêmeras.
bjs
Liniane

luma disse...

Vim abrir as janelas e regar as plantas...beijus

Dona Minhoca disse...

Fantástico!

marilia disse...

amiga...., lindos jardins, como sempre...
aproveite a viagem e volte cheia de historias para contar....
bjos....

Meire disse...

Amore, sei q vc esta em feria, mas qdo voltar, veja o post do dia 14/ao, la'tem mimos pra vc.bjs

Samantha Shiraishi disse...

Amiga, amei o post... e sentirei muito sua falta. Mas fico feliz por suas férias!
Abraços!

Osc@r Luiz disse...

Não sei dizer qual dos Jardins Efêmeros é o mais bonito.
Que você tenha então um bom e merecido descanso, minha amiga e quando retornar que o seja com todo o gás.
Também acabei de retornar da minha viagem e sempre voltamos renovados e com muita disposição.
Beijos, Maria Augusta.
Boa viagem pra vocês!

Melissa disse...

Maria Augusta, estou conhecendo agora seu blog, mas já me encantei com seu jardim.

Quanta beleza neste, e cheia de significados, adorei!

Boas férias, que você se divirta mutio e possa contemplar muitos jardins.
Bjos

Anônimo disse...

Só quero dizer que é um grande blog você tem aqui! Eu estive por aí por bastante tempo, mas finalmente decidiu mostrar o meu apreço pelo seu trabalho! Polegares para cima e mantê-lo ir!