sábado, 6 de outubro de 2007

A Linha Azul dos Vosges



Foi no final de agosto e começo de setembro..este ano, o tempo já estava com ares de outono, ainda havia flores nos canteiros e nas janelas, mas já estava fazendo um friozinho e a luz do sol começava a mudar, ficar mais avermelhada.E como no verão inteiro o sol foi raríssimo, nos últimos dias deste aproveitamos quando ele se manifestou para dar um pulinho nas montanhas mais próximas, que fazem parte do Maciço dos Vosges.

Para isto, partimos na direção da Alsácia, região limite entre a França, a Alemanha e também a Suíça. Após atravessarmos a montanha pelo "Col de Bussang" (col = estrada de montanha), pegamos o caminho do "Balão da Alsácia", um parque natural que se encontra no extremo sul dos Vosges, no limite entre as regiões Alsácia, Lorena e o Território de Belfort. Seu ponto culminante é de 1247m e ele oferece um panorama sobre o resto do Vosges, das montanhas do Jura, da Floresta Negra na Alemanha e quando o tempo está limpo, avista-se também os Alpes Suíços.


A vantagem desta parte da montanha é que ela é bastante selvagem, pois as estradas que a cruzam são propositalmente rudimentares ,eles querem preservá-la do turismo de massa com os riscos que ele comporta. Então percorre-se longas distâncias sem cruzar ninguém e apreciando paisagens suntuosas. Assim alcançando o Ballon d'Alsace, nos lançamos nas estradas sinuosas do vale do rio Doller, e fizemos uma primeira parada no Lago de Alfeld.


Na verdade este lago não é natural, ele é formado por uma barragem, que tem como função fornecer água ao rio durante o verão para evitar que ele fique seco e no fim do inverno armazenar a água proveniente do degelo para limitar as inundações no vale. É muito bonito, cercado pela montanha coberta de pinheiros e devido à sua altitude, tem-se uma visão magnífica da região nos arredores.

Em seguida, paramos na cidade de Masevaux, uma das mais importantes da região, com seus 10000 habitantes (!). Como em toda a região da Alsácia as casas tem aqueles telhados altíssimos, onde antigamente se armazenava os grãos para o inverno, e muitas flores nas janelas, nos canteiros e em toda parte.

Resolvemos então ir almoçar em Thann, uma cidadezinha muito charmosa com uma igreja com a torre colorida, e cheia de ruelas com construções antigas. Comi uma Fleischschnacka (escargot de carne, i.e., carne moída, alho e cheiro verde enrolados numa massa de macarrão e cozidos num caldo). Aproveitamos também para comprar os ingredientes para fazer um chucrute, pois a Alsácia é a região francesa da qual este prato é uma especialidade.

Depois do almoço visitamos os arredores de Thann e pegamos a estrada de volta, já imaginando como seria aquela paisagem de montanha dentro de um mês com as cores do outono, e dentro de 3 meses, toda branquinha de neve, pululando de esquiadores.

VEJA MAIS FOTOS CLICANDO NA IMAGEM ABAIXO



UPDATE



Même : "O que seria da blogosfera sem o "By Oscar Luiz"?

Em comemoração ao primeiro ano do "By Oscar Luiz", Tânia propôs o même curtinho "O que seria da blogosfera sem o By Oscar Luiz?", que me foi passado pela Sam.

Eu diria que sem o "By Oscar Luiz" faltaria à blogosfera bom humor e descontração, marcas registradas deste blog, que nos faz passar bons momentos virtuais. E se o Oscar não blogasse, faltaria a exuberância, que explode em palavras de entusiasmo, incentivo e carinho em cada um de seus comentários, e também a energia que permite que ele concilie sua vida familiar com a Tânia e o Theo, sua vida profissional, que ele mantenha 2 blogs ativos alimentados diariamente e ainda possua a disponibilidade de tempo para visitar e deixar mensagens personalizadas para cada um de seus leitores! Oscar, parabéns, você precisa nos contar teu segredo, e um grande abraço.

Não passo o même nominalmente, mas os que desejarem adotá-lo me avisem, que colocarei o link aqui com todo prazer.



Alto da Página



29 comentários:

marilia disse...

´Maria , que bela viagem deve ter sido!
Obrigada especialmente hoje!
Estou em total sessão nostalgia, e ver essas fotos me fez muito bem!!( rss)
Só a parte da comida não me deu saudades... nunca consegui gostar de chucrute....
Bjos e otimo final de semana.

gilrang disse...

salut, marrí ogustá,

a alsace é, também, uma região muito interessante. voce não pode perder colmar e seus arredores!...

não esqueça de comprar um bom gewurtztraminer para acompanhar seu chucruta!... ou um riesling seco...

bon appétit!

luma disse...

Olhei as fotos no album e Masevaux, que cidadezinha lindinha! Ela tem tudo que eu gosto! Eu quero! :)))
Imagino como a viagem foi desfrutável.
Bom fim de semana! Beijus

Meire disse...

Um cenario destes fica registrado pra sempre. E vc foi na epoca ideal, nem calor, nem frio, o que nos da' mais disposiçao para caminhar e apreciar cada detalhe.
Bjs
Meire

Maria Augusta disse...

Marília, como tua filhota está aqui na França você deve estar saudosa, né? Eu gosto de chucrute, ainda bem, pois minha sogra é alsaciana, ja viu, né?
Um beijão.

Gilrang, realmente Colmar é lindo, tem parentes de meu marido que moram lá. Quanto ao vinho, me permita discordar de você, o Gewurtz seria para a sobremesa ou para acompanhar um Munster (queijo), mas aceito a sugestão do Riesling para o chucrute. Um abraço.

Luma, escolheu bem, Masevaux é muito fofinha, com as casas que parecem sair de um conto de fadas e rodeada de montanhas. E é um passeio que fazemos em um dia quando as estradas da montanha estão abertas, pois quando tem neve eles fecham algumas. Beijos.

Meire, realmente, a temperatura estava perfeita para andar bastante. E com o sol, as fotos ficam mais bonitas, tudo estava ótimo. Um beijão.

Eduardo P.L. disse...

Ótima viagem que pudemos fazer juntos!

Bom fim de semana!

Contra-pontos disse...

Maria Augusta

rotações e translados
rios de linhas, como rendas nos olhos.

bjs,

Jugioli

Osc@r Luiz disse...

Maria Augusta, amiga querida,

Veja só como são as coisas...
Vim aqui para agradecer o seu carinho e a sua gentileza tamanha, que não é novidade alguma, e encontro uma gentileza ainda maior no seu "Acontece na Blogosfera".
Não bastasse isso, foi inevitável, dar uma parada para conhecer os Vosges na sua companhia.
Acho que fica repetitivo, mas não tenho outra maneira de dizer o quanto admiro o seu critério de seleção daquilo que posta e da arte e capricho que aplica a tudo o que faz.
Seus posts me hipnotizam e me atraem como um ímã.
Mais uma vez, mesmo não sendo nada original da minha parte, PARABÈNS!
Um beijo e MUITO OBRIGADO por tudo!

Celia disse...

Essa viagem deve ter sido maravilhos. com essas fotos tao lindas, nao podia dar outra coisa. Bom fim de semana. Bj

Flavia Sereia disse...

Nossa imagino o quanto não foi gostoso esse passeio. Deve ser lindo ver essas paisagens.

bjs

gilrang disse...

maria augusta,

eu concordo com as combinações dos seus vinhos e eu sempre comi meus munsters com uma garrafinha de gewurz ao lado. mas voce já experimentou o sacrilégio de um gewurz com uma chucruta? c´est pas mal! especialmente se a chucruta não das mais fortes... questão de gosto, não é? tout façon, fique com o riesling que voce não está errada...

Maria Augusta disse...

Eduardo, verdade que uma das coisas boas da Internet é que podemos fazer nossos amigos passear conosco pelas belas paisagens.
Um abraço e bom domingo.

Contra-pontos, que comentário tão poético e lindo! A montanha é isto, a estrada vai serpenteando e nós vamos enchendo os olhos de beleza. Um beijo e bom domingo.

Oscar, o primeiro aniversário é sagrado, espero que teus blogs façam muitos outros, para nosso prazer. Obrigada por tuas gentis palavras e um bom domingo.

Maria Augusta disse...

Célia, as paisagens de montanha são sempre maravilhosas, né? Um beijão e bom domingo.

Flávia, foi sim um passeio bem gostoso, e feito num único dia.
Beijão e bom domingo.

Gilrang, você tem razão, gosto não se discute. Mas que o Gewurtz é uma delícia, lá isto é, né?
Abraço e bom domingo.

Meire disse...

Bom dia flor do dia!

Cris disse...

Ha uma semana eu vi uma foto dos vosges coberto de neve! As arvores secas estavam inteiramente branquinhas, o coisa linda!

Beijao moça

marilia disse...

Maria, obrigada pela visita hoje..
bom fim de domingo para vc...
bjão!

Vi Leardi disse...

Maria Augusta,
que maravilha tão perto de casa encontrar estas paisagens e lugares divinos...
Não só já temos roteiro pra a próxima viagem , como receita deliciosa...Alias estive no teu blog sobre cozinha..delícia em todos os sentidos...
um grande beijo e bom domingo
Vi

liniane disse...

O que fazer ? Seus posts não deixam outra alternativa ao leitor além de comentários adjetivdos: lindo, poético. Um presente num final de domingo paulistano.
abs
Liniane

Maria Augusta disse...

Meire, bom dia, amiga.

Cris, as montanhas tem a vantagem de serem lindas em todas as estações do ano. Um beijo.

Marilia, obrigada pela visita dominical e uma boa semana. Um beijo.

Vi, se você for à Alsácia, não deixe de visitar também Kaisersberg e Rickwihr, parecem saídas de um conto de fadas. Obrigada pelas visitas e uma boa semana. Beijão.

Liniane, que prazer receber tua visita à blogosfera. Obrigada e um grande beijo.

Vieira Calado disse...

Um blog que dá para aprender alguma coisa. Gostei.

gilrang disse...

maria augusta,

se voce passar pelo meu blog (e será um enorme prazer recebê-la), verá que eu listo nele algumas visitas que faço diariamente. o seu jardim, autânt que éphémère, certamente, já está lá. desnecessário dizer o porquê - todos aí em cima já deram o seu testemunho. acrescento que não são apenas as viagens, os passeios, as novidades que nos atraem, mas principalmente a forma de como tudo nos é contado, quase como um relato, mas de maneira simples, direta e, ao mesmo tempo, tão agradável que mal nos damos conta quando a sua narrativa chega ao fim.

aprendemos? sim! aprendemos, sobretudo, como é interessante o nosso cotidiano... pena que só alguns poucos, como voce, sabem o que fazer para torná-lo emocionante...

éphémère? pas de tout à ce jardin éternel...

gilrang disse...

au jardin... pardon...

Lino disse...

Maria Augusa:
As fotos lembram, um pouco, a região de montanha daqui, do Espírito Santo. Temos regiões muito belas e de clima bastante frio, mesmo no verão. Quando vir por aqui é um lugar que merece ser visitado.

Maria Augusta disse...

Vieira, obrigada, volte sempre. Um abraço.

Gilrang, obrigada por suas palavras gentis. Visitarei seu blog sim, com o maior prazer. Verdade que precisamos valorizar as coisas boas do cotidiano, aliás é uma das razões deste blog. Em relação ao nome, expliquei no primeiro post porque ele se chama "Jardin Ephémère" (seria otimo se o "jardim" fosse éternel). Um abração.

Lino, estas montanhas não são muito altas como é o caso dos Alpes e dos Pireneus, mas são bastante charmosas e tem a vantagem de ser perto aqui de casa.
Obrigada pela dica sobre as montanhas do Espírito Santo, visitarei quando for à região. Um abraço.

O Meu Jeito de Ser disse...

Maria Augusta que lugar lindo, e que passeio gostoso heim?
O ar que se respira em um ambiente assim, é da melhor qualidade.
Sabe, hoje morando aqui, muito próximo da mata atlântica, o ar que respiramos é totalmente diferente.
Esse final de semana, por ficar apenas um dia na Capital, já estava sentindo a diferença do ar, muito seco, que chega a ressecar toda a área do nariz.
Estarnho que quando moramos lá, parece que estamos viciados com aquele ar pesado, agora, só de chegar lá já sinto a diferença.
Mas muito lindo os lugares que vc postou. Aos poucos, atarvés dos amigos, vamos conhecendo o mundo sem sair de casa.
Beijos meu bem.

Meire disse...

Oscar Luis é especial mesmo!
bjs

Dentro da Bota disse...

Passando para conhecer....

Osc@r Luiz disse...

Pronto!
Agora, vou falar o que?
Me deixou sem palavras...
Vou ter que ser bem objetivo enquanto ainda tenho ar:

MUITO OBRIGADO!

Beijo.

Karina disse...

Ai, ai.. viajei tbém no texto e nas imagens maravilhosas.
Bj