sábado, 12 de maio de 2007

A "Maison Bergeret"

Ontem voltamos ao bairro de Bonsecours, aqui em Nancy, ao Hospital Central, levar minha sogra para um exame de verificação. Ela foi internada neste hospital no domingo de Páscoa com um banal problema intestinal, teve que ficar 10 dias, pois lá dentro teve um edema pulmonar e ficou tão traumatizada pelo tratamento que perdeu o uso das pernas. Felizmente depois da volta para casa, melhorou e está recuperando pouco a pouco sua autonomia...e nós podemos voltar a falar das coisas boas (embora muitas vezes breves) que fazem este "Jardin Ephémère" e a vida.


Pois é, bem em frente ao hospital fica a "Maison Bergeret" (foto à esquerda), um monumento importante do movimento art nouveau de Nancy.


Bergeret foi um gráfico, que fez fortuna no final do século XIX e começo do século XX introduzindo os cartões postais na França. Ele construíu sua casa ao lado de sua gráfica, projetada pelo arquiteto Weissenburger. A arquitetura, no entanto, não é art nouveau, é uma mistura de estilos históricos, como o neogótico, com elementos lembrando a Idade Média. O que realmente é um verdadeiro manifesto art nouveau nesta casa é a decoração. Para realizá-la ele convidou alguns dos maiores expoentes do estilo, como Gruber e Janin (vitrais), Majorelle e Vallin (móveis e ferragens).


Um exemplo é o célebre vitral “Rosas e Gaivotas” (foto à esquerda). Nele são representadas gaivotas voando num fundo de céu azul sobre um mar agitado. Em primeiro plano vêem-se roseiras trepadeiras e arbustos que se confundem com o ferro utilizado para a estrutura. Para realizar este vitral, Gruber utilizou todas as técnicas de fabricação de vidro existentes na época.


O corrimão da escada (foto à direita), desenhado por Majorelle, realizado em ferro forjado e metal colorido também segue o estilo art nouveau : nele podem-se observar as formas sinuosas e a representação da natureza, como a planta chamada “monnaie du pape”.


Atualmente este palacete abriga a presidência da Universidade Henry Poincaré e para visitá-lo é preciso se inscrever em um dos circuitos turísticos da cidade.


Para ver cartões postais antigos fofíssimos de Bergeret, clique aqui.
Para uma visita virtual da Maison Bergeret, clique
aqui.


Alto da Página

3 comentários:

Eduardo P.L. disse...

Feliz com as boas novas sobre o estado de saúde da senhora sua sogra, agradeço a visita e comentário, lá no Varal, e saio daqui maravilhado com a história da MAISON BERGERET , e pela maneira simpática que narrou. Adorei os cartões postais e vou leva-los para pendurar no varal, com créditos ao seu blog, claro.
Bom Domingo.Bjs

Maria Augusta disse...

Que bom que você gostou, Eduardo. Os cartões postais vão ficar umma gracinha pendurados no teu maravilhoso VARAL. Obrigada pela visita e pelo comentário. Um abraço.

Eduardo P.L. disse...

Espero que sim. Obrigado pela rica informação.